Envie sua redação para correção
    A Região Amazônica é tema incontornável nos debates internacionais contemporâneos sobre recursos naturais, desenvolvimento sustentável, mudança do clima e biodiversidade. Devido ao aumento em 70% do número de queimadas desde 2013 a 2019, bem como o desmatamento descontrolado, o governo brasileiro vem sendo fortemente criticado, tendo recusado ajudas externas, tal como, da Alemanha e Noruega, a ultima sendo julgada como "sem moral" sobre o assunto.
    De acordo com dados do Inpe, a Amazônia é o bioma mais afetado com 51,9% dos casos. Um dos fatores que afetam o bioma, são as queimadas que aumentam nessa época do ano devido a temperatura alta e baixa umidade, mas também com a intromissão do homem, visto que a degradação provocada pelo corte de árvore e o efeito estufa, são consequências dessas intrusão. De forma que esse desmatamento acentuado continue avançando cada vez mais, haverá, mais ainda o desequilíbrio no ecossistema da região, aumento da poluição do ar pela fumaça das queimadas, um maior numero de casos de erosão n solo. 
    Ademais, diante da repercussão internacional das queimadas, países se pronunciaram a favor do fundo amazônia, porém após severas criticas presidenciais, foram retiradas o financiamento de ajuda. O Brasil é um dos maiores exportadores de madeira do mundo, contribuindo com a economia dos outros países, como também o desmatamento na flora brasileira, de modo que tenha que haver um colaboração econômica com a consciência de ambas partes.
    Portando, é necessário que o estado tome providências para amenizar o quadro atual. Para melhorar a situação do bioma amazônia, urge que os países da amazônia legal juntamente dos países que usufruem de seus recursos, trabalhem na conscientização do demasiado desmatamento da área, bem como no auxilo financeiro por meio do fundo amazônia, somente assim será possível impedir um maior desequilíbrio no ecossistema e sua cadeia de consequências.