Materiais:
Enviada em: 18/08/2017

A mídia mentirosa    Atualmente, a internet vem substituindo a televisão e jornais quando se fala em fonte de notícias. Com ela não é mais necessário sair de casa ou esperar o horário do telejornal para ficar informado sobre o mundo. Porém, essa rede de dados e informações também se tornou a principal fonte de notícias falsas, principalmente no Brasil, o que pode trazer uma série de consequências negativas para a sociedade.    Segundo José Saramago, o tempo das verdades plurais acabou e vivemos no tempo da mentira universal, o que retrata exatamente as notícias da internet, que caso não tenha a fonte, é quase certo que não será verdadeira. Com isso, várias pessoas podem acabar sendo prejudicadas devido à mal-entendidos gerados por falsas notícias compartilhadas, como por exemplo, o boato em que a cantora Britney Spears possivelmente morreu, que surgiu em um falso site da BBC.       Além disso, não só cantores e pessoas famosas são vítimas desses boatos. O médico Dráuzio Varella foi vítima de uma falsa notícia de uma internauta dizendo que o exame de mamografia podia resultar em câncer, não demorou muito e foi comprovado que era mentira. Com essa informação, muitos pacientes poderiam não realizar esse exame.        Portanto, medidas devem ser tomadas para resolver esse impasse. As prefeituras de diversos municípios devem distribuir folhetos e colocar cartazes em paredes, postes, etc, que conscientizem as pessoas para sempre ler a fonte de uma notícia e, caso achem ela suspeita, para denunciar. Ademais, o Governo Federal deve criar uma série de leis para punir quem postar uma notícia falsa na internet, por meio das denúncias dos internautas, para inibir essa circulação de informações não verídicas.