Enviada em: 02/10/2017

Relações seguras        Pode-se notar o aumento da discussão sobre a terceirização da mão de obra de trabalho no Brasil, com o intuito de melhorar as condições atuais da economia. Porém essa solução precisa ser melhor discutida, já que afeta diretamente nos direitos dos trabalhadores.       A terceirização tem como seu objetivo principal tornar as relações de trabalho mais flexíveis entre os contratantes e seus funcionários, entretanto na prática não é exatamente assim que acontece. Em um mundo onde os trabalhadores ainda hoje precisam lutar por seus direitos, não ter uma linha direta com o seu chefe não ajuda a criar um ambiente humanizado de trabalho.        Nota-se que com a terceirização dos serviços muitos trabalhadores irão ter seus salários reduzidos juntamente com os seus direitos, já que a fiscalização torna-se muito mais complexa devido ao serviço não ser diretamente na empresa em que fornece seus trabalhos, e sim de uma segunda contratante, fora a relação de tratamento entre os funcionários que acaba sendo desigual, ocasionando um ambiente de trabalho excludente e sem muitos estímulos para a entrega de um bom serviço.         Logo, junto com a aprovação da nova lei a legislação juntamente com as empresas interessadas em adquirir essa forma de serviço precisam regulamentar todos os direitos protecionistas aos seus funcionários para que seja criado um ambiente seguro para os trabalhadores e seus contrantes.