Envie sua redação para correção
    No que se refere à questão da violência urbana no Brasil, pode-se afirmar que tal problema é consequência direta da estrutura educacional brasileira, tendo em vista que, não só há um negligenciamento por parte dos agentes governamentais relacionados com a educação, como também, a falta de atenção dos responsáveis para com os jovens.
           Atualmente, de acordo com a Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), sabe-se que o Brasil está entre os países que menos gastam com o ensino primário, que, nada mais é, a base do conhecimento juvenil. Tal fenômeno influencia diretamente nas atividades futuras da população brasileira, uma vez que, com a precariedade do ensino básico, ocorre uma má formação individual e, por conseguinte, não conseguindo a entrada no ensino superior para sua qualificação profissional. Desse modo, trabalhos mal remunerados, em contraposição ao mundo criminal e violento serão as escolhas principais do indivíduo.
          Ademais, a delegação da responsabilidade da educação dos filhos para a escola, isso por parte dos responsáveis, é um erro, visto que o sujeito estará sob influência negativa de uma minoria que, por sua vez, pode praticar ações conflituosas e violentas.
          Dessa maneira, cabe ao governo, realizar mudanças na estrutura do ensino por vias de um processo seletivo mais rigoroso aos profissionais, com o intuito de melhorias em termos conteudistas aos alunos. Somado a isso, a escola deveria, em consonância com a comunidade, agir por meio de rodas de conversas e palestras educativas acerca das consequências trazidas pela violência em geral. Espera-se com isso, não só uma melhoria nas ações individuais, como também uma melhor capacitação profissional.