Violência urbana no Brasil

Envie sua redação para correção
    O filme "Tropa de Elite", conhecido mundialmente por retratar as operações do BOPE - batalhão de operações policiais especiais -, mostra ao telespectador a violência urbana no Brasil. Com o filme, foi exposto o sistema caótico enfrentado pelo país, que sofre com a crescente criminalidade e com o aumento nas taxas de homicídio.
     As adversidades sociais em conjunto com a miserabilidade, levam jovens da periferia a adentrar no mundo do crime. Isso porque o Estado ineficiente não consegue atingir, seja com a educação pública ou com os projetos, moradores de locais em que o banditismo é predominante, de tal forma, jovens, principalmente negros, são aliciados por traficantes. De acordo com o Atlas da Violência de 2018, o Brasil possui uma taxa de homicídio 30 vezes maior do que a Europa, esse fato preocupante é um retrato do descaso do poder público e dos problemas sociais.
     Segundo o filósofo Rousseau, "o homem nasce bom e o meio o corrompe", sendo assim, ambientes violentos são determinantes para a criação ética de um indivíduo. Um exemplo é a falência do sistema carcerário, que ao invés de devolver homens regenerados, restituem indivíduos ainda mais marcados pela agressividade. Além disso, a incompetência do sistema judiciário também é responsável pela criminalidade no Brasil, pois a baixa porcentagem de homicídios solucionados deixam em liberdade homens perigosos para a população.
     Portanto, percebe-se que o país sofre com a violência urbana. É necessário que o Ministério da Educação aumente a abrangência de projetos, como músicas e teatros, para que alcance os jovens marginalizados impedindo que eles entrem para o tráfico. Também é preciso que o Governo faça uma reforma carcerária para que as prisões brasileiras consigam devolver à população indivíduos regenerados e capazes de viver em sociedade, além de aumentar o número de pessoas no judiciário afim de otimizar o sistema e elevar a taxa de crimes solucionados.