Envie sua redação para correção
    Em 10 de Dezembro de 1948, a Organização das Nações Unidas produzia a tão citada citada Declaração Universal dos Direitos Humanos. E dentre suas páginas constam que todo o indivíduo tem direito à vida, à liberdade e à segurança. Atualmente, no Brasil, essa garantia vem sendo negligenciada. Nesse contexto, deve-se analisar os fatos que tornam à violência urbana um problema no país.
        O tráfico de drogas é um dos principais fatores que travam à melhora da segurança urbana. Isso decorre de uma falta de atenção do governo que falha em dar uma educação de qualidade que dê projeção e perspectiva de subir na vida aos indivíduos que ingressam no mundo do crime. Por exemplo, segundo dados divulgados pela ONG Observatório de Favelas, 47,5% dos jovens entram no tráfico "para ganhar muito dinheiro". A consequência disso é uma maior perpetuação das drogas, criando mais dependentes que enxergam nos delitos uma forma de sustentar o vício, gerando uma reação em cadeia que aumenta à violência.
          Além disso, nota-se ainda que o inchaço populacional nas grandes cidades contribuiu para o aumento da violência. Isso aconteceu por conta do Êxodo rural, em meados do século XX, época em que o Brasil impulsionou sua industrialização. No entanto, às cidades não possuíam a estrutura necessária para oferecer o suporte nas áreas da saúde, educação, segurança e etc. Dessa forma, houve uma marginalização desses grupos que se instalaram nas periferias das cidades e que, consequentemente, se tornaram o foco da violência que assola o Brasil.
          Torna-se evidente, portanto, que a violência é um contratempo a ser resolvido. Em razão disso, cabe ao Governo em auxílio das ONGs à criação de programas que visem criar uma projeção de vida para os jovens por meio de atividades práticas que demonstrem o dia a dia de determinadas áreas e profissões, para que dessa maneira eles se sintam motivados a prosperar na vida de maneira lícita. Ademais, é necessário que o Governo invista na criação de postos de trabalho, instituições de saúde e escolas de qualidade por meio de uma maior destinação de verba para esse fim. Para que assim se possa viver em um Brasil justo, livre e seguro.