Violência urbana no Brasil

Envie sua redação para correção
    O mito do bom selvagem
    Segundo o filósofo inglês Jean Jacques Rousseau, o homem em seu estado de natureza é bom e possuí ideias de igualdade e liberdade. Entretanto, a partir do momento em que surge a propriedade privada manifestam-se a violência e a escravidão. Nesse sentido, o Brasil apresenta altos índices de desigualdade social e por conseguinte, uma elevada taxa de violência urbana que se mantêm devido ao precário sistema educacional. Destarte é fundamental analisar e discutir possíveis resoluções para essa problemática.
          Cabe ressaltar, primeiramente, o papel da desigualdade social na instituição de um estado de violência. Segundo Karl Marx, o capitalismo intensifica o processo de exploração dos trabalhadores o que gera uma luta de classes entre os ricos e pobres. Nesse contexto, a população menos favorecida busca métodos para ascender socialmente no entanto, as formas utilizados para atingir esse objetivo incluí a violência como o tráfico de drogas, sequestros e mortes. Desse modo, os índices divulgados pelo mapa da violência no Brasil demonstram um aumento nos homicídios sofridos pelas populações com baixa renda.  Ademais, a falta de uma educação de qualidade intensifica a procura por esses meios ilícitos.
          Outrossim, de acordo com Rousseau, deve haver um contrato social entre os membros da sociedade para que a educação seja garantida de modo que o homem não seja corrompido pela sociedade. Destarte, por conta da falta de uma educação de qualidade muitos indivíduos enxergam como a única alternativa para melhorarem de vida os métodos que baseiam - se na violência. Essa precariedade da educação brasileira pode ser vista em dados como o exame pisa que mede a qualidade da educação dos países, no qual em 2015, o Brasil figurou o penúltimo lugar. Dessa maneira, a violência urbana continua sendo uma endemia para as cidades brasileiras.
          Fica claro, portanto, que o estado deve tomar medidas para resolução dessa problemática. Com isso, o Ministério da Educação deve implementar um número maior de vagas para pessoas com baixa renda em escolas particulares - por meio de programas como o Prouni - para que essa população tenha maior acesso a educação de qualidade e por conseguinte, diminua a procura por meios ilícitos para acender socialmente.  Ademais, o Governo Federal deve realizar investimentos na construção de escolas em locais com população menos favorecida - como as favelas do Rio de Janeiro - para que essas crianças também tenham acesso à educação e sejam influenciadas pela escola a não enveredarem pelo caminho da violência. Somente assim, o homem poderá retomar os princípios do seu estado de natureza selvagem idealizado por rousseau.