Envie sua redação para correção
    Remotamente, em 1922, Mussolini instaurou na Itália o movimento conhecido como Fascismo, tal episódio usava da agressão como um meio para estabelecer poder sobre o povo. Desse modo, é lamentável que a mesma violência presente nos tempos passados na Europa, também se encontra no Brasil atual, e essa situação está, sobretudo, ligada ao aumento da urbanização, bem como a corrupção entre os que compõem a segurança do país.
    Convém ressaltar, a princípio, que o gradativo aumento populacional é um fator primordial para o também crescente avanço da violência nos dias atuais. Isso decorre porque desde a Revolução Industrial, diversas famílias que tinham seus sustentos no campo, foram obrigadas a se locomoverem para o meio urbano, onde não tinha moradia e nem emprego para todos. Simultaneamente, com o avanço das indústrias, as cidades expandiram economicamente, trazendo consigo a pobreza e a agressão como consequência.
    Vale ressaltar, também, que o corrompimento daqueles que fazem parte da segurança brasileira é outro fator decisivo nessa temática. Isso acontece porque, no cenário atual é comum ver a participação de grupos militares e federais em organizações do crime, nesse sentido, dados recentes apontam que 20% da corrupção brasileira está direcionada aos que servem ou serviram na segurança do país. Consequentemente, a decadência presente no meio policial, desenvolve cada vez mais a agressão de outros criminosos.
    Destarte, é importante que o Estado em conjunto com empresas, desenvolvam projetos que incluam os que não tem oportunidades de emprego e moradia, como cursos profissionalizantes e distribuição de casas, para amenizar a desiguldade e violência social. Outrossim, é importante que os Orgãos Governamentais coloquem mais em prática a fiscalização da segurança nacional, punindo rigorosamente a parcela corrupta existente. Assim, será possível atenuar o problema exposto.