Violência urbana no Brasil

Envie sua redação para correção
    Descartes, filósofo francês, afirmou, através do racionalismo cartesiano, que o homem não pode alcançar a verdade pura por meio de seus sentidos, defendendo a importância da investigação filosófica na apreensão da realidade. No século XXI, alguns temas ainda reforçam essa ideia. A reflexão em torno da violência urbana no Brasil, cuja causa está tanto na falta de segurança pública como na educação deficitária, encaixa-se em tal cenário.
       De início, vale ressaltar que a insegurança social quanto a questão da violência persiste intrinsecamente relacionada a negligência do governo. Nesse sentido, na medida em que um país não garante o pleno direito social registrado, como o citado na Constituição Federal de 1988 (que discorre sobre a garantia de segurança pública), o estado entra em crise, e as consequências são diretamente sofridas pelos cidadãos brasileiros. Com isso, a sociedade passará a viver em um abismo dotado de medo e angustia, em que se sentirão pressionados a permanecer por falta de segurança. Dessa forma, evidencia-se a prática da regulamentação como forma de combate à problemática.    
           Além disso, a deficit educacional contribui como impulsionador do problema. A exemplo disso, uma pesquisa feita pelo portal de notícias G1, afirma que em maior parte das escolas regionais não há estruturas para manter um número grande de aluno, e ainda que em cerca de 57% das instituições a evasão escolar aumentou em 68%. Por sua vez, ao não irem para escola, os jovens passam a ser abordados nas ruas (por criminosos) e em maior parte dos casos, levados a situação de dependência de drogas. Tal fato, aumenta o número de indivíduos na criminalidade e também a violência urbana. Infelizmente, ainda há lacunas a serem preenchidas no Brasil para que se possa garantir a segurança nacional.
          Fica claro, portanto, que ao perceber a pura verdade, citada por Descartes, medidas precisam ser colocadas em andamento afim de mitigar o problema. Para isso, o Ministério da Educação, que tem como objetivo promover o desenvolvimento educacional brasileiro, em parceria com a justiça federal, devem condicionar fundos para investir em melhoramento do espaço onde a população estuda e na contratação de novos oficias militares, por meio de normas que avaliem o aumento de impostos, sendo regulamentados pelo presidente, com auxílio do poder legislativo e judiciário. Espera - se, com isso, garantir o ampliação da segurança pública e conceder estruturas melhores para a área da  educação .