Violência urbana no Brasil

Envie sua redação para correção
    A violência, ao ser abordada pela sociologia, é considerada como um aspecto inerente a qualquer tipo de sociedade. Dentro dessa perspectiva, a violência é a manifestação do conflito de desejos, vontades e exercício de poder entre os sujeitos que vivem uma realidade assimétrica, em que a divisão desse poder é inerentemente desigual. Sob esse aspecto, convém analisarmos as principais causas e consequências relacionadas a essa problema.
      De acordo com os sociólogos contemporâneos , um fator que pode contribuir para violência é o desajustamento do ambiente familiar dos indivíduos. Com uma formação familiar precária pode não haver uma correta formação sobre os valores morais do cidadão, por exemplo. Outra causa que é defendida por esse sociólogos, é a impessoalidade dos habitantes dos centros urbanos, em comparação com as zonas ruais, por exemplo. Não há uma comunhão e companheirismo tão grande entre os moradores das cidades. Então a administração deve dar mais atenção para esse problema na sociedade.
       Entre as diversas consequências dessa situação alarmante estão crimes como assassinatos, latrocínios, roubos a mão armada, que assolam a sociedade brasileira. É relevante destacar, também, o impacto negativo, causado pela violência, na imagem internacional do país. Assim, além de ser um problema social, a violência urbana constitui-se em um empecilho ao desenvolvimento econômico, uma vez que afeta o turismo e inibe possíveis investimentos externos no país. No brasil, é frequente esse tipo de transtorno. Por isso as autoridades devem achar uma solução o mais rápido possível.
        Portanto a administração governamental deve promover o debate sobre a violência urbano no Brasil, nas escolas de ensino básico, por meio de cursos de capacitação dos professores com exposição sobre leis, causas e consequências relacionadas a violência urbana na sociedade brasileira. Espera-se, com isso, a diminuição de mortes causadas por esse problema.