Violência urbana no Brasil

Envie sua redação para correção
    Êxodo rural. Inchaço das cidades. Falta de estrutura. Aumento da criminalidade. Entre os aspectos que mais atingem a vida do cidadão brasileiro está à violência urbana, que são diversos crimes praticados conta as pessoas - assaltos, agressões, homicídios e a violência estatal. Nesse prisma, o Brasil, que passa por um momento conturbado, sofre com o crescimento exponencial desse problema, e dois fatores favorecem esse quadro: o crescimento acelerado e desordenado das cidades e a ineficiência das politicas públicas de segurança que aumentam os índices de violência. 
    Primeiramente, é indubitável que o crescimento desordenado das cidades, trouxe consequências graves: fome, desemprego, subemprego, marginalização, esses fatores contribuíram para o crescimento da violência. Desse modo, a favelização é um dos impulsionadores da criminalidade, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Brasil possui mais de 11 milhões de pessoas morando em favelas, isso mostra um quadro realmente preocupante, pois essas pessoas, por viverem em ambientes onde o crime impera, acabam sendo facilmente capitaneadas por organizações criminosas e isso acaba contribuindo para o aumentando da violência. Conquanto, o governo não toma providências o problema se agrava e isso gera uma sensação de abandono estatal. Outrossim, é notório que o Estado além de falhar na prevenção do crime, também não consegue fazer frente ao crime organizado. As policias além de mal remuneradas, são constantemente denunciadas por abusos, além disso, o sistema penitenciário, que deveria contribuir para recuperação de criminosos, tornou-se o centro de mais violência e criminalidade, segundo o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), existem mais de 600 mil presos no país. Sendo assim, ao não conseguir prover direitos da população, o Estado torna-se um do promotor da violência. 
    Portanto, é mister que medidas sejam adotadas para minimizar o quadro atual. Para a conscientização da população a respeito do problema, urge que o Ministério das Cidades (MCID), por meio de verbas governamentais, continue a investir em programas de moradias, saneamento e transporte, a fim de melhorar a qualidade de vida e diminuir a favelização. Em adição, o Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), através das Policias Federal, Civil e Militar, promova um combate mais incisivo as organizações criminosas realizando operações que cheguem ao núcleo do crime. Somente assim, de forma gradual, os níveis de violência iram diminuir e o Brasil se tornará um país mais justo.