Envie sua redação para correção
    Um fator escondido na sociedade brasileira, é a violência urbana mascarada e persistente. É algo que ocorre diariamente, porém é considerado como algo normal e cotidiano, como por exemplo os assaltos e mortes que se vê nos jornais todos os dias. Segundo a OMS, o Brasil é o 9º país mais violento no mundo, sendo a taxa de 31 mortos a cada 100 mil habitantes, o que consolida um fato preocupante.
          Desta forma, problemática na circunstância, é que essa violência é enraizada na sociedade e as vezes vista como algo bom/justo. Um exemplo é o quão aclamados são os militares e policiais que ao violentar/matar supostos criminosos, são vistos como heróis. Em outros casos, por exemplo, há violências domésticas, onde mulheres são agredidas e as vezes até mortas, porém muitas vezes são as culpadas pela violência sofrida, e o agressor é defendido.
          Consequentemente, devido a esses exemplos atuais que são passados às futuras gerações, o que se espera é que a taxa de violência aumente cada vez mais e se propague, formando uma sociedade não mentalmente saudável e cada vez mais cheia de problemas (homicídios), que, sem cuidado se tornam uma questão de saúde pública.
          Portanto, órgãos como a própria OMS, ONGs ou o governo são os agentes que poderiam fazer algo para mudar o cenário. O governo, aplicar leis mais severas à agressões e homicídios, além de ensinar com campanhas e grupos de conscientização de que a violência é algo destrutivo, para que assim, no futuro possa existir uma geração que viverá sem o terror da violência e em harmonia com todos.