Violência urbana no Brasil

Envie sua redação para correção
    A violência urbana faz parte das violações penais de maior recorrência no Brasil. Essa que consiste no conjunto de ações que infringem à lei e a ordem pública nos centros urbanos e metrópoles, assassinatos e assaltos são algumas das principais formas de violência que estão mais presentes nas cidades. Sendo essa responsável pela queda na qualidade de vida do cidadãos, o que é explicado pelo crescimento desordenado das cidades, que ocasionou a desigualdade social, essa que incentiva a criminalidade. Há também a responsabilidade do Estado pela falha nos fatores preventivos, como a educação, saúde e segurança, e a falta de acesso aos mesmos.
    
      No século XX ocorreu o Êxodo Rural, esse que foi responsável e o pioneiro do crescimento desordenado das cidades. Em razão do acelerado processo, as grandes cidades tiveram de assimilar um elevado número de pessoas, que não foi acompanhado pela infraestrutura urbana, e por conseguinte, não produziu progressos suficientes que garantissem o acesso de todos a empregos, saúde, educação e etc. Dessa forma, houve o aumento na desigualdade social e a marginalização dos grupos mais pobres nos bairros mais periféricos, onde não há a disponibilidade e serviços de segurança pública eficazes. Esses bairros tornam-se polos de violência, tendo em vista a baixa perspectiva de vida sentida pelos moradores da região, a falta de oportunidades, acesso e inserção levam esses indivíduos a optarem pelo crime e violência. 
     A falha do Estado se torna visível pelo baixo investimento em m moradia, educação e emprego, ele falha  miseravelmente no fornecimento dos direitos mínimos de cada cidadão, aumentando a desigualdade, que por consequência aumenta a criminalidade, essa que também não é combatida de maneira eficaz. O resultado de um cenário de grande violência urbana leva, principalmente, à baixa qualidade de vida de todos os cidadãos e uma imagem negativa do país no cenário internacional, levando à redução de lucros com o turismo.
       Cabe, portanto, ao Governo Federal investir no Ministério da Saúde e da Educação, tomando como princípio o combate da violência com o acesso igualitário de direitos indispensáveis aos cidadãos, medida preventiva de longo prazo, e esse investimento seria voltado para a criação de mais escolas e hospitais de boa qualidade em áreas marginalizadas, buscando mais perspectiva de vida aos moradores dessas áreas. Além disso, o Governo deve investir na segurança pública, com o aumento de patrulhas e centros de atendimento perto de áreas com índices grandes de violência, como uma medida de curto prazo. Logo, após a implantação de tais medidas, a imagem internacional do país tende a melhorar, ocasionando o aumento do turismo.