Violência urbana no Brasil

Envie sua redação para correção
    De acordo com o pensamento do sociológo Zygmunt Bauman, o mundo vive um momento que é caracterizado por"volatilidade", incerteza" e insegurança", consoante a essa afirmação, é válido discorrer sobre a marginalização da sociedade e a ineficácia da segurança pública como  uma das possíveis causas dos altos ìndices de violência na sociedade brasileira.
     A priori, é essencial associar a marginalização da sociedade à seu contexto histórico. Com o advento do êxodo rural no Brasil a partir da segunda metade do século XX,  grande parte da população migrou de áreas rurais para as grandes metrópolis. Esse processo resultou na formação de favelas, e a falta de infraestutura, educação, saúde, emprego entre outros serviços essenciais resulta em desigualdades sociais e consequentemente o aumento da criminalidade.
      Nesse contexto, é válido discutir sobre a ineficácia da segurança pública no que tange o combate ao crime. Policiais despreparados, leis flexíveis, como também, falta de investimentos nesse setor, são um dos motivos da problemática. Além disso, há uma grande deficiência de projetos sociais nas comunidades suburbanas. Visto que somente a presença de Ongs que auxilíam na redução da violência (como o Instituto Igarapé no Rio) não é suficiente.
     Portanto, é importante a realização de alternativas para conter os avanços da violência no país, o Governo Federal deve fazer investimentos na juventude, por meio de políticas focalizadas nos territórios mais vulneráveis socioeconomicamente, de modo a garantir condições de desenvolvimento infanto-juvenil, acesso à educação, cultura e reportes, além de mecanismos para facilitar o ingresso do mercado de trabalho. Dessa forma o sentimento de insegurança, como "citado por Bauman", deixará de ser uma realidade para os brasileiros.