A judicialização da saúde no Brasil.

Envie sua redação para correção
    O SUS(sistema único da saúde),um órgão brasileiro criado pela constituição em 1988,que vem a ajudar imersas pessoas carentes,mas têm seus entraves,como a falta de medicamentos e médicos,percebe-se,pelas reportagens midiáticas.Dessa forma,acaba a aumentar as audiências pelas liberações de medicamentos e como também a crise no sistema de saúde.
     Em primeiro lugar,o elevado número de audiência pela isenção de remédio.O número de obstáculo a medicamento de alto custo continua a ser debatido pelo STF(supremo tribunal federal)para pessoas que têm doenças raras,pois pela constituição brasileira é dever do SUS auxiliar na doença,mas o sistema de saúde está em crise o que gera um gargalho pelo inúmeros pedidos de remédios e exames.Desse modo,gera um entrave a pessoa que não tem medicamento. 
     Em segundo lugar,o sistema de saúde está em crise.Em 2014,o orçamento de saúde caiu,segundo o Estadão,no qual gera pouco investimento na tecnologia e medicamento,em que a população humilde sofre na espera de uma lista para consulta ou exame,evidência-se pessoas nas filas de aguardos para conseguir cirurgia,segundo o globo reporte.Dessa forma,a sociedade brasileira sofre pelo direito básico que é a saúde de qualidade. 
      Fica claro,portanto,o aumento de audiências pelos remédios raros e o entrave da crise da saúde.OMS e SUS devem contratar médicos para atender a população,por meio de concursos,como também conseguir investimentos com empresários,seja do exterior ou banqueiros,em que possa fundir tratamento raros,medicamento e cirurgia para ajudar a população que necessita.A crise de saúde deve ser exposta para todos pelos canais midiáticos(tv,rádio e internet),em que a sociedade saiba e questione seu direito,por manifestação pacifica.