O impacto dos ultraprocessados no padrão alimentar brasileiro.

Envie sua redação para correção
    A partir da sedentarização do homem e com a Revolução Industrial, o consumo de alimentos ultraprocessados se difundiu.No Brasil não foi diferente, com as políticas de industrialização de Vargas, mudanças nos hábitos alimentares se iniciaram.Nesse contexto, tal mudança veio acompanhada de consequência à saúde pública.
       Em primeiro lugar, vale destacar como a introdução das indústrias no Brasil foi marcante no comportamento alimentar.Nesse sentido,com a chegada da indústrias de base, a população operária passou a ter menos tempo ocioso para se alimentar, o que fez, então, os trabalhadores optarem por mantimentos mais acessíveis como biscoitos e "fast foods", por exemplo. Desse modo os novos comportamentos vão se disseminando às novas gerações, pois,como já falou o sociólogo Durkheim, a sociedade se impõe ao indivíduo.
       Ademais, vale ressaltar as consequências de tal mudança de costumes sob a perspectiva de Hipócrates.Esse filósofo considerava o alimento o melhor remédio para o homem.Entretanto, no Brasil,o papel do alimento se inverteu, visto que movimentos buscando uma alimentação saudável já aparecem no país,o guia alimentar, pro exemplo, fruto dos problemas de saúde causados por processados, consequência da vida agitada de uma sociedade industrializada.
       Nessa perspectiva, portanto,é necessário que o legislativo sancione uma lei que funcione da seguinte forma: as empresas instaladas no Brasil deverão oferecer serviços nutricionais a cada funcionário, para que possam ser orientados sobre a melhor alimentação, e ainda ofereçam refeições baseadas nas respectivas consultas dos nutricionistas, passando, dessa forma, a influenciar também os familiares. Só assim os brasileiros operários passarão a se alimentar de maneira benéfica à saúde e não sofrerão com o lado maléfico da industrialização brasileira.