O impacto dos ultraprocessados no padrão alimentar brasileiro.

Envie sua redação para correção
    "O importante não é viver, mas viver bem". Segundo Platão, a qualidade de vida tem tamanha importância de modo que ultrapassa a da própria existência. Entretanto, no Brasil, o uso hodierno e exagerado de alimentos ultraprocessados traz a preocupação cada vez mais frequente da qualidade de vida da população brasileira. Assim, em vez de agir para tentar aproximar a realidade escrita por Platão da vivenciada pelos indivíduos, fatores como a industrialização e até a própria sociedade acabam por corroborar para a situação atual.
          A produção em larga escala, que se deu juntamente com o desenvolvimento da Revolução Industrial, trouxe inovações na questão do armazenamento a longo prazo dos alimentos, o que atualmente se denominam em sua grande maioria como alimentos ultraprocessados. Muitos desses produtos são versões artificiais de alimentos que incluem até substâncias extraídas do petróleo e do carvão, com desconfiança quase nula da grande massa consumidora, pois, enquanto saboreiam seus diversos alimentos com um altíssimo teor de sódio ( no qual são adicionados para estender a duração, ou até mesmo para disfarçar o sabor duvidoso de certos aditivos que são introduzidos neles) são também cada vez mais inclusos nesse ciclo vicioso e acima de tudo perigoso.
              O documentário Fed Up investiga as causas indiretas da obesidade infantil, acusando a indústria de alimentos como principal responsável. Ele aborda questões como o consumo demasiado do junkfood e do açúcar, e demonstra a sociedade o quão importante é rever seus hábitos e investigar o que se põe na mesa; em contrapartida a gigantes empresas industriais, esse tipo de manifestação está evidenciando como os riscos do consumo desses alimentos podem afetar a população, tal qual são poderosos entupidores de artérias do corpo, que favorecem o aparecimento de doenças como obesidade e diabetes.
             Portanto, fica evidente a necessidade de uma tomada de medidas que realizem a mudança na distribuição dos alimentos ultraprocessados à população brasileira. Assim, será importante que a mídia brasileira, com sua tamanha influência, diante de pesquisas e documentários, evidencie como o uso desses alimentos está ajudando no processo de adquirição das doenças como a diabetes e do coração, atiçando o apoio do poder público e principalmente do Ministério da Saúde, que por sua vez, apresentará uma emenda pública, e irá se comprometer em supervisionar indústrias de Fast-Food e alimentícias, com o comprometimento de reduzir até acabar o uso dessas substâncias nocivas à saúde humana e que só trazem malefícios. Só assim, a realidade escrita por Platão será atingida, e a população brasileira viver com a melhor qualidade possível.