O impacto dos ultraprocessados no padrão alimentar brasileiro.

Envie sua redação para correção
    O mercado alimentício brasileiro vem em crescente expansão, diante das tecnologias apresentadas, fazendo com que os alimentos sejam conservados por mais tempo e possam serem utilizados pelos consumidores com menor perca na qualidade dos alimentos. O ultraprocessamento de alimentos é uma das técnicas mais utilizadas para que se possa prolongar a validade desses alimentos.
            As características iniciais dos alimentos, como; cor, sabor, aroma, dentre outras, são alteradas após a execução do ultraprocessamento que consiste na adição de muitos ingredientes, como; sal, açúcar, óleos, todos em grandes quantidades, fazendo com que eles fiquem conservados por mais tempo e garantindo a possibilidade de serem transportados para locais mais distantes de sua fabricação, atingindo mais consumidores.
            Os valores nutricionais referentes aos alimentos ultraprocessados também é outra característica que vem a sofrer alteração, tornando-o pobre em micronutriente (vitaminas, sais minerais, água e fibras), aumentando o risco de Doenças Crônicas Não Transmissíveis (DCNT) o que acarreta em grande risco para a saúde de toda população brasileira.
         Isso demonstra, portanto que os alimentos ultraprocessados apresentam muitos malefícios para a saúde geral da população. 
             Em virtude do que foi mencionado, temos que nos conscientizar que precisamos abdicar desses alimentos, substituindo-os por alimentos mais saudáveis, como; frutas, raízes, grãos, produtos integrais e outros, que possam saciar nossas necessidades nutricionais diárias e nos oferecer mais qualidade de vida. Temos ainda que alertar as crianças afirmando que tais alimentos não fazem bem a saúde, para que elas possam crescer com uma educação alimentar saudável e deem prosseguimento para educarem as novas gerações.