O impacto dos ultraprocessados no padrão alimentar brasileiro.

Envie sua redação para correção
    É notório que desde a Revolução Industrial a qual trouxe maior praticidade à vida de todos, o homem veio resvalando cada vez mais na praticidade, sendo assim, mudando seus hábitos.Como um animal  já sedentário, o maior impacto visto foi em seus hábitos alimentares, por análise ,para atingir a quantidade para toda a população, os alimentos necessitam de maior validade,ou seja,adicionais para manter em conserva (sal,óleos,açúcar) ,agrotóxicos para prevenção de insetos, de modo geral aquilo que não faria bem a saúde.Em síntese,um grande impacto a saúde.
      Em primeira análise,vê-se muito uma aproximação cultural entre os norte e sul americanos,com comidas industrializadas, sendo que os Estados Unidos chegam à taxa de mais de 39% da população adulto ser obesa, segundo os dados do ISTOÉ, por consequência,os especialistas estão preocupados com a obesidade porque ela está associada com outras enfermidades, como doenças cardiovasculares, diabetes e alguns tipos de câncer.E segundo uma mudança na pirâmide etária, de acordo com os estudos geográficos polucionais, o Brasil está caminhando para um país que será "O país da terceira idade" e todos os idosos sendo atingidos por esse perigo, não haverá futuro.
      Paralelamente, cada cada vez os ultra processados visto como uma realidade do brasileiro, é necessário ver que tais alimentos são alterados e a consequência seriam alimentos com nutrientes insuficientes, com excesso de gorduras trans, excesso de sal, etc. Aquilo que era pra ser visto como uma ajuda cotidiana para praticidade, está se tornando uma catástrofe para a saúde nacional,aumentando um número futuro de milhões de pessoas em estado de doenças sérias e com falta de médicos e programas para uma intervenção em pró desse efeito dominó que tende a atingir cada vez mais o número de brasileiros.
      Portanto, é necessário que o Estado tome providências.Urge que o Ministério da Saúde justo com o SUS façam adaptações em seus alimentos, com restrição de alteração.Fazendo alimentos com menor teor de sal,açúcar,gorduras,número mínimo de nutrientes para se viver bem.Será necessário também novas criações de praças públicas destinadas à prática de exercícios e diminuir o índice de obesidade. Abrindo um conselho para mostrar e conscientizar, por meio de divulgações, os perigos de uma má alimentação.Para que somente assim, o Brasil consiga alcançar um índice de melhor desenvolvimento na área da saúde a todos os cidadãos.