O impacto dos ultraprocessados no padrão alimentar brasileiro.

Envie sua redação para correção
    Os ultraprocessados, desde a década de 80, mudou drasticamente a vida e a base alimentar da população brasileira, pois veio para substituir os alimentos in natural. Com isso alargou-se o aparecimento de pessoas que sofrem com obesidade e doenças crônicas, como diabetes e colesterol, pois este tipo de comida ter baixo teor de vitaminas e alta teor de sal e açúcar.
       Os cidadãos por ter uma longa jornada de trabalho, tenderam-se a negligenciar o tempo de lazer e alimentação. Logo, procuram algo que é fácil de ingerir, consumir e ao mesmo tempo lhe sustente, ao invés de parar e fazer uma refeição ideal. Em síntese, essas trocas só gera malefícios, pois estes alimentos oferecer um baixo teor de vitaminas e sais minerais, no qual pode gerar inúmeras doenças e alavancar a obesidade.
     Em segunda análise, o consumo de ultraprocessados e industrializados vem trazendo consigo maior número de pessoas obesa. Juliana Domingos de Lima em entrevista para o Jornal do Estado de São Paulo, disse que alimentos desse porte além de gerar uma taxa alta de pessoas obesas, traz consigo doenças que derivam do seu consumo. Porém a população se entregou de cabeça para a moda dos Fast-Food, tornando se assim mais sedentário e menos preocupado com o que comem. 
     Logo é evidente, que após a década de 80  a sociedade nunca foi mais a mesmo, pois passou a deixar de lado a suas comidas típicas e nativas, para substituir por industrializadas e ultraprocessadas. Com isso o Ministério da Educação e a Saúde pública, deve criar um canal e divulgado em mídia, seja ele através da internet, televisão ou rádio, no qual visa ensinar uma alimentação correta e desenvolver palestras com especialistas em escolas, para quê seja ensinado e debatido o porquê de buscar uma alimentação mais saudável.