Propostas de intervenção para os possíveis temas do Enem 2018

Roberta Rinaldi Dicas de Redação

Você já conferiu o nosso post com os 6 possíveis temas da redação do Enem 2018? Selecionamos cuidadosamente alguns dos assuntos mais relevantes em pauta atualmente e preparamos você para praticá-los. Clique AQUI para ver a lista. E não para por aí: ainda discutimos cada tema separadamente, para que você saiba argumentar com excelência sobre todos eles; veja AQUI.

Neste post, iremos te dar algumas possíveis propostas de intervenção para cada tema! Agora você vai ter todas as informações completas, é só colocar a mão na massa e praticar a escrita! Confira:

TEMA: OS PERIGOS DAS FAKE NEWS NA ERA DA INFORMAÇÃO  

Neste tema, você deverá desenvolver argumentos que discutam quais prejuízos as fake news (notícias falsas) podem causar em nossa sociedade, que predominantemente absorve conteúdos, hoje, por meio da internet.

Propostas:

  • Por tratar-se de uma terminologia nova, seria interessante que as instituições educacionais trabalhassem o conceito com os estudantes, despertando-os para a consciência crítica necessária ao ler qualquer tipo de informação no cotidiano.
  • O governo pode instituir políticas de penalização aos meios midiáticos que se apropriarem de notícias falsas para alcançar mais visibilidade.
  • A mídia e as ONGs podem atuar na conscientização da sociedade sobre mecanismos para identificação de informações falsas, como checagem de fontes, leitura completa da matéria, e não apenas a chamada, além da pesquisa da mesma informação em outros sites.

TEMA: CONCEITO DE FAMÍLIA NO SÉCULO XXI  

Espera-se que você desenvolva argumentos sobre as novas configurações familiares que têm surgido, e que suscitam a discussão quanto à não validade da nomenclatura “família” para algumas: por que as relações que fogem ao tradicional não podem ser consideradas familiares?

Propostas:

  • A escola pode debater o conceito de família na modernidade e suas novas configurações, despertando um senso crítico, reflexivo e tolerante nos jovens.
  • A mídia tem papel de contribuir para um olhar mais solidário das pessoas quanto à questão a partir do acesso à informação.
  • O governo pode assegurar, resguardado pelas leis, direitos igualitários a essas novas configurações familiares, promovendo uma sociedade mais ética e democrática. Além disso, qualquer forma de preconceito deve ser penalizada a partir de políticas próprias para a intervenção de tais situações.  

 TEMA: O AUMENTO DA DEPRESSÃO ENTRE OS JOVENS NO BRASIL  

O aumento exponencial de casos de depressão e suicídio de jovens no mundo tem sido um sinal alarmante da demanda urgente de medidas para prevenção desses casos. O aluno deve indicar causas desse expressivo aumento e trabalhar estratégias que modifiquem diretamente essa realidade.

Propostas:

  • Divulgação na mídia sobre o assunto, para que mais pessoas sejam conscientizadas sobre a importância de estarem atentos aos sinais que muitos jovens diariamente dão de depressão por diversos fatores.
  • Papel fundamental das escolas de orientação e cuidado aos jovens, principalmente dando suporte e impedindo situações de constrangimento e angústia a qualquer um no ambiente escolar, como os casos de bullying, causa frequentes para a depressão de jovens.
  • Papel das famílias de observar e zelar pelo bem-estar físico e mental dos jovens, oferecendo a assistência necessária.
  • Responsabilidade governamental para a criação de campanhas de prevenção e conscientização social para o problema, além da oferta de assistência gratuita psicológica.

 TEMA: SISTEMA PRISIONAL  

Deter um indivíduo que comete a infração grave de uma lei é uma medida de punição, mas que deve ocorrer dentro das condições humanizadas. Restringe-se apenas a liberdade de ir e vir, mas os demais direitos devem ser garantidos, como o direito à educação, à saúde, à assistência jurídica e ao trabalho para remição da pena, o que não é a realidade do sistema prisional no Brasil. Devido a isso, inúmeras rebeliões ocorrem, resultando na morte de muitos presos.

Propostas:

  • O governo deve investir na infraestrutura das prisões e aprimorar as leis que instituem o direito dos presidiários. Além disso, deve oferecer treinamento aos policiais, para que estejam preparados para lidar com as situações extremas e assegurar a ordem.
  • A mídia deve divulgar a realidade dos presídios, para que mais políticas de mudanças sejam pensadas pelas autoridades.
  • É fundamental a reforma do sistema de justiça do país, para combater a morosidade dos processos e diminuir o número de presos provisórios.
  • ONGs em parceria com o governo podem promover o aumento das opções de trabalho e estudo nos presídios, para que, de fato, haja ressocialização nesses ambientes.

 TEMA: DOENÇAS EPIDÊMICAS 

O trânsito constante de pessoas ao redor do mundo é uma das causas da persistência e surgimento de epidemias. Você deve ser capaz de apresentar propostas para reduzir a ocorrência dessa situação em sociedade, com medidas preventivas.

Propostas:

  • É importante que haja um esforço governamental para que políticas públicas de prevenção sejam mais expressivas, investindo em postos de saúde e assistência médica.
  • A educação e a informatização alertam sobre os riscos e estimulam um comportamento mais saudável e alerta por parte dos cidadãos. Isso pode ser feito por meio de programas nas escolas, campanhas nos meios de comunicação de massa, além de programas de trabalho comunitário.

TEMA: MOBILIDADE URBANA  

Espera-se que você desenvolva argumentos que fundamentem quais são os desafios, impasses, dificuldades da mobilidade urbana, que é a condição para os deslocamentos principalmente nas grandes metrópoles. Entende-se que há problemas que demandam uma discussão crítica e aprofundada para resolução da questão.

  • O Governo deve investir na mobilidade urbana com a construção e manutenção de vias, calçadas, ciclovias e viadutos, além de melhorar a estrutura de terminais e pontos de parada do transporte coletivo.
  • Cabe ao cidadão também ser consciente de suas escolhas – estimulado por campanhas de conscientização – para que opte por alternativas sustentáveis, como deslocamentos a pé, uso de bicicletas ou transportes públicos.

Gostou? Agora é a hora de praticar! Inspire-se neste post para elaborar suas próprias intervenções. Lembre-se, sempre, de ser completo: diga quem, como e o resultado final da proposta. Aprenda mais sobre como fazer boas propostas de intervenção clicando AQUI.

Até a próxima e bons estudos! 😉

VEJA TAMBÉM: 5 ALUSÕES HISTÓRICAS PARA USAR NA REDAÇÃO

Vamos debater sobre?