Como fazer uma redação em 7 passos

Daniel Machado Dicas de Redação

Existe receita ou fórmula para uma boa redação?

Provavelmente essa pergunta permanece na mente de diversos alunos, principalmente quando a sua capacidade escrita é colocada à toda prova no vestibular. Não só no ENEM, como em outras instituições, é exigida do candidato uma redação dissertativa argumentativa, em que ele deve se posicionar perante um assunto e defender o seu ponto de vista, com o objetivo de convencer o leitor a adotá-lo.

Mas, não é apenas isso. O ideal é entender que como fazer uma redação e sua construção textual feita a partir de regras importantes que não devem ser ignoradas, a não ser que você não queira tirar mil na redação. Vamos revisá-las?

01 – Tenha em mente a estrutura textual

Em se tratando de um texto dissertativo argumentativo, é importante entender que ele deve ser divido em introdução, desenvolvimento e conclusão. Em cada segmento, será levado em consideração a objetividade e coesão com o tema solicitado.

Na introdução, o ideal é apresentar o tema e fazer o recorte para tornar seu texto mais preciso. Aqui, você deve chamar atenção do leitor a respeito do problema que será analisado no decorrer da redação.

Já no desenvolvimento, você deve expor a sua linha de pensamento, apresentando ideias de forma clara e consistente, tal como uma tese, mantendo-se nos limites da coesão interna e externa (dentro da realidade). Uma boa dica é separar os argumentos por parágrafo, deixando o texto mais organizado e ágil para a leitura. Seja objetivo, e não prolixo!

Por fim, na conclusão, articule o seu raciocínio com as ideias apresentadas na introdução, como forma de reforçar o seu ponto de vista, comprovando a coesão textual. Lembre-se de encerrar a redação propondo uma solução para o problema apresentado.

02 – Informe-se

Não é possível formular uma tese ou opinião acerca de um assunto que você desconhece. Portanto, esteja sempre atento às pautas voltadas para temas brasileiros de cunho social, buscando entendê-las e consultando a opinião de terceiros. Dessa forma, será mais fácil para você mesmo organizar o seu pensamento. Vale lembrar que existem diversos veículos de comunicação para acompanhar as notícias do dia a dia, ou seja, só fica desinformado quem quer.

03 – Elabore um título pertinente

O título pode ser um impasse para muitos candidatos. Apesar de ser a primeira parte da redação, recomendamos deixá-la por último. Dessa forma, já com texto construído, será mais fácil nomeá-lo de maneira mais eficaz e abrangente. Lembre-se que o título deve ser tão atrativo quanto o texto, já que ele será o responsável por convidar o leitor a lê-lo. A criatividade e o “simples” são peças essenciais para a sua construção, desde que haja relação com o que foi escrito.

04 – Posicione-se e não generalize a sua opinião

Seja qual for o tema abordado na redação, é importante entender que o gênero textual exige um posicionamento por parte do autor. O objetivo é que, através de argumentos plausíveis e coerentes, o candidato não apenas opine a respeito, mas também, tente persuadir o leitor a entender e compartilhar seu pensamento. Entretanto, na ausência de dados consistentes, muitas vezes o autor visando reforçar a sua opinião, acaba generalizando, o que é um equívoco, já que você não pode falar por outras pessoas. Para não esquecer a regra, lembre-se deste exemplo: há sete bilhões de pessoas no mundo, o que por consequência, nos leva a imaginar que pelo menos uma delas vai discordar do seu ponto de vista.

05 – Seja coerente

Se lhe for questionado a respeito da escassez de água em alguns estados brasileiros, você não pode argumentar sobre os conflitos no Oriente Médio! A coerência tem sido um fator marcante no que diz respeito às baixas notas em redação do ENEM, já que muitos alunos não conseguem seguir uma linha de raciocínio adequada, ou terminam por se contradizerem durante a construção da estrutura dissertativa.

Além disso, em muitos casos, os candidatos fogem completamente à proposta da redação, o que compromete e muito, a nota final. Por isso, é importante estar atento novamente às regras que englobam o gênero textual dissertativo argumentativo, já que a coesão nada mais é do que o conjunto de fatores que contribuem para a melhor construção do texto, atribuindo-lhe solidez. Para facilitar, pense da seguinte forma: escreva uma redação na qual você gostaria de ler, que faça sentido e agregue valor ao seu conhecimento.

06 – Fique atento quanto à gramática

Estar em dia com a grafia correta das palavras, além das normas cultas da língua, é de suma importância para a sua redação! Muitas vezes, o candidato desenvolve um texto consistente, que atende a todas as propostas exigidas pela instituição, mas peca por erros gramaticais que refletem diretamente em sua nota final. Aqui, a dica é praticar a redação regularmente, não deixando de consultar o dicionário, quando necessário. Além disso, faça uso de um vocabulário amplo e evite a repetição de palavras ou ideias, pois estas podem tornar o texto redundante e cansativo.

07 – Revise o seu texto

Por último, e não menos importante, leia (mais de uma vez) o seu texto ao finalizá-lo. Durante o processo de escrita, erros passam despercebidos pelo candidato por diversas razões, incluindo curto prazo e até mesmo cansaço. Portanto, faça uma leitura minuciosa, assumindo o papel de leitor (ou até mesmo de algum membro da comissão julgadora!), e realize a correção de sua redação. Além disso, não deixe de analisar se alguma frase não ficou desconexa, ou se certa expressão pode ser contraditória ou interpretada de outra forma por quem está lendo.

Com estes passos em mente, além do hábito constante da escrita, a probabilidade de uma nota máxima na redação do ENEM será bem maior! Inscreva-se em nosso site e fique atento quanto aos conteúdos e novidades do blog Imaginie.

Venha para a Imaginie e aprenda como fazer uma redação. Torcemos pelo seu sucesso! =)

Vamos debater sobre?